top of page
Brown Cream Scrapbook Reading Through Time Presentation (6).png
  • Foto do escritorLuiz Andriguetto

A biblioterapia para o desenvolvimento pessoal nas escolas


mulher lendo livro com crianças na escola
Imagem: Pixels.

O tema da biblioterapia de desenvolvimento pessoal e letramento literário para crianças nas escolas é fascinante e fundamental para o crescimento e desenvolvimento dos jovens. Vamos explorar como isso acontece e o papel dos professores nesse processo.


O método terapêutico com os pequenos é uma ferramenta importante na educação infantil e deve ser utilizada nas escolas para auxiliar no desenvolvimento integral das crianças. Pode ser transformadora, não apenas para os estudantes, mas também para todo o corpo docente da escola. Consiste em utilizar a literatura como recurso para ajudar a lidar com suas emoções, problemas e conflitos internos. Através da leitura de livros que abordam temas relevantes para o seu desenvolvimento emocional, as crianças podem se identificar com os personagens, aprender a lidar com suas próprias questões e desenvolver habilidades socioemocionais importantes.


O letramento literário envolve a apropriação dos textos e vai além da simples decodificação das palavras, visa formar leitores competentes e críticos. Permite que os leitores ressignifiquem de acordo com sua própria realidade, gerando uma tomada de consciência sobre seu papel ativo na construção de sentidos. Nas escolas, isso é geralmente realizado por meio de atividades como leitura em voz alta, discussões em grupo sobre os livros, escrita criativa, dramatizações e projetos de arte baseados na literatura.  


Os professores podem promover o letramento através de mediação de leitura, selecionando livros adequados para a faixa etária dos alunos e conduzindo leituras compartilhadas, estimulando a compreensão e a interpretação dos textos. Promovendo atividades criativas, oficinas de escrita, dramatizações e debates sobre os livros lidos, que ajudam a desenvolver habilidades literárias e criatividade. Criando um ambiente acolhedor e seguro para que as crianças se sintam à vontade para discutir suas emoções e pensamentos sobre os livros. Estimular a participação ativa dos alunos nas atividades relacionadas à literatura, incentivando-os a expressar suas opiniões e ideias. 


Através da leitura, a biblioterapia cria espaços de cuidado e acolhimento na escola. Promove a escuta atenta e amorosa, permitindo que os estudantes expressem seus sentimentos e emoções. Isso contribui para o desenvolvimento psíquico e emocional, essencial para a saúde física e mental dos alunos. Além disso, a literatura atua como um recurso renovador de cuidado terapêutico, resgatando o lado humano, tão necessário nos tempos atuais.


Integrar a literatura em diferentes áreas do currículo, como ciências, matemática e estudos sociais, enriquece a aprendizagem e estimula a criatividade. Fornece apoio individualizado para crianças que possam enfrentar desafios específicos de leitura ou emocionais, adaptando as atividades conforme necessário.


O envolvimento com a biblioterapia de desenvolvimento pessoal e o letramento literário pode ter diversos benefícios para as crianças, como, por exemplo:


  • Contribuir para o desenvolvimento cognitivo, emocional, social e da empatia das crianças.

  •  Ampliar o vocabulário, estimular a imaginação e promover o gosto pela leitura e escrita, ajudando a construir repertório cultural e ampliar horizontes. 

  • Desenvolver empatia ao se identificar com personagens e situações nos livros, podendo expressar suas emoções e pensamentos de forma criativa.

  • Desenvolver habilidades de comunicação e expressão, estimular a criatividade e imaginação.

  • Preparar para lidar com desafios da vida real de forma mais eficaz, fazendo a promoção da autoconfiança e autoestima.


Dicas de leituras


A integração da biblioterapia de desenvolvimento pessoal e do letramento literário nas escolas é essencial para o crescimento holístico das crianças, e os professores desempenham um papel fundamental nesse processo, fornecendo orientação, apoio e oportunidades para que os alunos explorem o mundo da literatura e de suas próprias emoções.


A escolha dos livros para biblioterapia de desenvolvimento pessoal e letramento literário nas escolas deve levar em consideração não apenas a qualidade literária, mas também a relevância dos temas abordados para o público-alvo. Aqui estão algumas sugestões de livros que podem ser utilizados:


  1. "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry Este clássico atemporal não só encanta com sua narrativa poética, mas também aborda temas profundos como amizade, amor, solidão e a importância de ver as coisas com o coração.



  1. "Extraordinário", de R.J. Palacio. Este livro é uma história poderosa sobre aceitação, empatia e compaixão. Aborda o tema da diferença e da beleza interior, sendo uma excelente escolha para discutir questões de diversidade e inclusão.



  1. "A Parte que Falta", de Shel Silverstein. Uma história simples, mas profundamente tocante, sobre autodescoberta e a jornada para se sentir completo. É uma excelente escolha para promover discussões sobre autoconhecimento e aceitação pessoal.



  1. "O Lado Bom da Vida", de Matthew Quick. Este romance aborda questões de saúde mental, resiliência e recomeço. Pode ser uma leitura inspiradora para adolescentes, incentivando-os a enfrentar desafios e buscar o equilíbrio emocional.



  1. "O Menino do Pijama Listrado", de John Boyne. Apesar de ser uma história ambientada na Segunda Guerra Mundial e narrada através dos olhos de uma criança, este livro oferece uma poderosa reflexão sobre empatia, amizade e as consequências do preconceito e da intolerância.



  1. "Diário de Anne Frank" de Anne Frank Uma leitura impactante que oferece insights sobre a experiência humana durante a Segunda Guerra Mundial e promove discussões importantes sobre resiliência, esperança e os direitos humanos.



  1. "Auggie & Eu: Três Histórias Extraordinárias", de R.J. Palacio.  Este livro complementar a "Extraordinário" apresenta três perspectivas diferentes sobre personagens secundários, explorando ainda mais temas como empatia, gentileza e aceitação das diferenças.



  1. "Onde Vivem os Monstros", de Maurice Sendak. Uma obra clássica da literatura infantil que aborda de forma lúdica as emoções das crianças e a importância de enfrentar os medos e lidar com as próprias emoções.



Esses são alguns exemplos de livros que oferecem uma variedade de perspectivas e temas importantes que podem ser explorados em discussões em sala de aula, atividades de escrita criativa e projetos de arte, contribuindo para o desenvolvimento pessoal e o letramento literário das crianças.


De que forma você trabalha a leitura com as crianças? Vamos compartilhar nossas técnicas nos comentários.


Até a próxima!



Créditos das imagens: Estante Virtual.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page